REFERENCE EXHIBITIONS IN ITALY
ASSOCIATED COMPANIES

ASSOMAC ONSTAGE

 

Maquinária para Curtumes

Diferentes tipos de máquinas para processamento de peles cruas, do material bruto até produto semi-processado (wetblue). O processo de curtimento é uma sequência de operações químicas facilitadas por acões mecânicas (ribeira); principalmente: imersão para rehidratação, caleiro (remoção de pêlos) e recaleiro, bater sal, desengraxe, decapagem e curtimento. O processo é intermediado por operações mecânicas para otimização do tamanho, especificamente: descarne, divisão em tripa/caleirado ou divisão em wetblue e raspagem. Por fim produtos semi-acabados (wet blue) são obtidos, podendo ser armazenados e comercializados neste estágio ou ter o processo estendido para as fases de pós-curtimento, recurtimento, engraxe e tingimento, para obter produto semi-acabado (crust).

Seguindo as etapas do curtimento a pele tem de ser secada até um conteúdo otimizado de umidade. Esse processo tem de ser conduzido num ambiente com condições de controle e reprodutibilidade para assegurar o rendimento da superfície do couro e as características físicas do produto. Isto pode ser obtido tanto pendurando o couro curtido por algumas horas em túneis adequados, ou através de secadoras a vácuo, ou secando através de sistemas de toglling, ou outros métodos, de acordo com o tipo de produto e o tipo de couro acabado que se precisa obter.

Estabelecer um processo de acabamento único e universal para o produto é muito difícil. As etapas destas operações são frequentemente reservadas e parte da competência exclusiva de curtimento. No entanto, os elementos comuns do processo de acabamento são: 1) Batimento a seco para amaciamento; 2) Amaciamento para tornar a pele flexível; 3) Revestimento de superfície para aparênca final. Os útimos estágios de acabamento são uma combinação de ação térmica e mecânica (calor e pressão) para dar lisura ao acabamento. Aplicação de filme na superfície bem como polimento e pulverização são realizados em peles particularmente defeituosas para recuperar o produto.

Classe de máquinas utilizadas em fase da produção com tarefas específicas ou processamento especial de couros.

Manejo e logística na fábrica; automação e robótica.

Sistemas de medição e classificação e gestão de fábrica.

Principais acessórios para máquinas de curtumes.

Máquinas de laboratório para aplicação de testes, otimização de processos e controle de qualidade de produto.

Fornecedores de serviçoes de engenharia, equipamentos e componentes, para projeto e construção de sistemas e plantas industriais.

Plantas físicas ou móveis para tratamento de resíduos sólidos, líquidos e gasosos objetivando reduzir os valores de concentração de poluentes dentro de limites estabelecidos pela legislação antes da liberação no ambiente.

Gama de produtos químicos como matéria-prima, misturas e fórmulas customizadas para aplicação direta em processos de curtimento.

Caro cliente e caro fornitore,

In questi giorni stiamo vivendo una situazione imprevedibile, complessa e con la quale non avremmo mai voluto confrontarci. Le imprese associate ASSOMAC, sia strutturate che di piccole dimensioni, sono messe a dura prova e si trovano obbligate a decisioni difficili in un contesto internazionale in continuo cambiamento.

In tutte le nostre aziende, dopo le disposizioni governative per una cessazione delle attività, è sempre più crescente la preoccupazione per la capacità di “resistenza dell’impresa” anche legate alle dotazioni finanziarie per rispettare le future scadenze di pagamento nella salvaguardia dei nostri collaboratori, fornitori e clienti. 

Riprendendo quanto scrive il presidente di Confindustria Vincenzo Boccia nella lettera ai presidenti delle Associazioni Confederate del 31 marzo scorso:

La tenuta del sistema economico e delle filiere dipende però anche da noi, dalla nostra etica della responsabilità e dai nostri comportamenti, per questo faccio un appello a tutte le nostre imprese e lo faccio riportando una frase di Stefano Scaglia, il nostro Presidente di Confindustria Bergamo, un territorio tra i più colpiti in questo momento, che ha dichiarato ieri: “Ogni impresa, indipendentemente dalla sua dimensione, categoria o settore merceologico, è funzionale alla sopravvivenza del nostro tessuto produttivo. Mantenere gli impegni presi nei pagamenti, salvo gravi e comprovate difficoltà, è la decisione che garantisce continuità a tutto il nostro sistema. Adesso è il momento della responsabilità sociale, possiamo e vogliamo essere il centro e i promotori della nuova rinascita”.

In questo momento le nostre imprese stanno cercando di fare il possibile per ottemperare a tutti gli impegni di pagamento nei confronti dei propri fornitori proprio per non incrinare rapporti commerciali storici e non alimentare un dannoso effetto domino.  

Fiduciosi che la collaborazione etica del mondo imprenditoriale unitamente al rispetto degli impegni presi consentirà una pronta ripartenza della filiera pelle e dell’intero sistema produttivo italiano.

Un caro saluto.

Presidente Assomac
Gabriella Marchioni Bocca